CARDIGAN: A PEÇA CHAVE DO INVERNO E DA PRIMAVERA 2018

FOTO/ REPRODUÇÃO TUMBLR EDIÇÃO KBOLIVEIRA
Ao sair na rua da cidade onde moro, Curitiba, notei que as pessoas estão usando muito o cardigan, um casaco fino, longo, com mangas compridas, sem botões, que vai até embaixo do bumbum. Geralmente ele é feito de lã, mas na atualidade também é confeccionado com outros tecidos.

A vantagem do cardigan é que sempre combina com todas as peças complementares: calças, saias e blusas. Portanto tanto pode ser usado no frio quanto na meia-estação.

Historiadores comprovaram que as primeiras peças deste agasalho surgiram na época das cavernas, onde os homens pré-históricos confeccionavam casacos compridos com peles de animais.

Na Idade Antiga, os mesopotâmios e os celtas costumavam usar este tipo de casaco tanto no inverno quanto na primavera. Mas o costume se perdeu no começo da Idade Média.
FOTO/ REPRODUÇÃO TUMBLR EDIÇÃO KBOLIVEIRA
Durante meados do século XIX, James Brudenell, militar da Guerra da Crimeia não se sentia livre no suéter de seu uniforme. Então confeccionou um casaco sem botões, feito de lã, com mangas e na altura um pouco abaixo das nádegas, inaugurando, assim, a volta deste casaco milenar, que desta vez recebeu o nome oficial de cardigan em homenagem ao Conde de Cardigan.

Na década de vinte, a estilista Chanel adaptou esta peça para o guarda-roupa feminino.

De acordo com a Vesteterapia, estudo místico através das roupas, o cardigan significa proteção, abrigo, carinho, conforto e cautela. Portanto, vale a pena ter um cardigan no seu armário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.