SUBCONSCIENTE: AMOR, DESEJO E MISTÉRIO SE UNEM NESSA TRAMA ALUCINANTE

3 Comentarios
FOTO/ REPRODUÇÃO KBOLIVEIRA
Sinopse: Paris de 1922. O mundo se recuperava das consequências da Grande Guerra. Em uma geração regada a luxuria e boemia, o sonho de Olga Chevalier era ser a maior cantora que o mundo já viu. Suas ambições começam a mudar quando uma dançarina do famoso cabaré Moulin Rouge é assassinada, e o dom de Olga passa a leva-la até os sonhos e a mente do assassino. Amor, desejo e mistério se unem nessa trama alucinante... Em quem confiar? Em situações extremas, até seu próprio dom pode traí-la.
Páginas: 347
Editora: Literata


Mais um romance de época da autora brasiliense Camila Dornas. Nossa protagonista é Olga, uma bela mulher que vive em uma Paris pós-guerra com seu irmão Jean, sem nenhum dos pais, os dois são os únicos com quem podem contar, a mesma ainda é cantora no cabaré Moulin Rouge, de onde tira dinheiro para que possam se mudar do cortiço onde vivem e terem uma casa só deles.

“ – Então diga. A vida é curta demais para vivermos com medo.”

Olga ainda esconde um segredo, ela é um Talento, uma das mais poderosas em seu dom. A personagem é capaz de entrar nos sonhos dos outros, ou ser puxada pelos sonhos dos outros, entrando e rondando seus piores pesadelos e segredos. Tudo ia bem, até que a mesma começa a ser puxada pelos sonhos de um assassino e presenciando, pelos olhos do mesmo, a morte de uma mulher. Mas, por que ela estaria sendo puxada para os sonhos de um assassino?

Julliete é a melhor dançarina do cabaré Moulin Rouge, mas de uma forma misteriosa acaba sumindo. Tudo aponta para Jaime, o dono do cabaré onde Olga canta, um homem que não mediria esforços para ter aquilo que quer e aniquilar aqueles que ficassem em seu caminho. Mas, no meio desse mistério todo uma ajuda inesperada poderá vir em ótima hora, Yvone uma das dançarinas do cabaré acaba por se aproximar de Olga e ajudar a mesma no mistério que ronda os assassinatos e os sonhos de Olga.

“Tento impedir que as lembranças venham em uma torrente aterrorizante em minha cabeça. Mas é tarde demais. Às vezes, as lembranças são capazes de formar uma realidade tão crível quanto os sonhos, e ainda mais dolorosos.”

No meio de toda essa trama Olga conhece Vincent, um homem que lutou na grande Guerra, o único capaz de esquentar a alma e o coração da personagem. Vincent apaixonou-se por Olga muito antes de se conhecerem, e ao encontra-la de fato o sentimento torna-se mais forte e arrebatador. Nasce então uma parceria entre ambos na busca de desvendar os mistérios desse enredo alucinante. Mas, o que será que Vincent tanto esconde? O que o torna tão fechado, tão misterioso?

Além, disso Olga sonha todas as noites com um símbolo poderoso, uma marca que a muito foi adotada por um grupo de radicais de buscavam exterminarem os Talentos da face da Terra. Poderiam eles estar de volta? Seriam eles por trás dos assassinatos e sumiços?

“- Não há nada mais fascinante do que o universo cósmico. – ele continuou, tirando-me de meus pensamentos – Quanto mais se descobre a respeito, mais confuso ele se torna. Imagino se não vivemos dentro de um buraco negro e se nosso universo inteiro não se encontra dentro de outro universo.”

Em seu segundo romance, nós somos levados a mais uma história que envolve Talentos, pessoas possuidoras de dons inexplicáveis. Um enredo que acontece tempos depois de Evangeline, primeira Talento, personagem do livro A Linhagem, conhecemos mais a fundo sobre esse novo mundo que a autora nos mostra. O assassino poderá ser aquele que menos esperamos no livro, em uma teia de segredos e mistérios que nos fazem chegar a um final arrebatador. Conheça Subconsciente e se encante com uma nova geração de Talentos.

“Por mais que algumas mulheres clamassem que nessa década já estávamos livres, longe do controle exagerado dos pais e das regras que diziam que servíamos apenas como boas esposas, ainda havia muito preconceito. Nós não podíamos votar, só era permitido trabalhar por que os homens morreram na guerra, e mesmo assim, com um salário muito menor. O Reino Unido e alguns outros países já concediam esse direitos, mas a França se recusava a reconhecer o potencial de suas mulheres.”



#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

3 comentários:

  1. Obrigada pela resenha maravilhosa! Fico tão feliz que tenha gostado. 😍

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha, história muita interessante

    ResponderExcluir
  3. Corrigindo: era esse livro que minha amiga estava recomendando. Só que ela não tinha me falado desse toque de Jack, O Estripador no enredo. Mais um pra minha lista de leituras futuras.

    Beijos
    Admirável Mundo Inventado

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial